POLÍTICA

1º Fórum Municipal da Educação

22 05 2018 - prefeitura 01

22 maio, 2018

A Secretaria Municipal da Educação de Frutal realizou na quinta-feira (10), o 1º Fórum Municipal da Educação. O evento foi realizado no Rotary Club Frutal Sul e contou com uma palestra do professor Carlos Eduardo Sanches, que falou sobre o ‘Financiamento da Educação e Valorização dos Professores’.

De acordo a secretária de Educação Gabriela Ferreira de Mello Borges, o encontro é um momento muito importante na educação do Município, pois trouxe o resultado de mais uma meta cumprida na Secretaria Municipal de Educação. “Tudo o que vem acontecendo em nossas escolas consolida o empenho árduo da educação municipal, que é ofertar o melhor para aqueles que são a razão e o princípio de todo processo educacional. Quero fazer um agradecimento especial a nossa prefeita Ciça, que tem como princípio o cuidado essencial com o ser humano”, comenta.

Gabriela ressalta que esse momento é um grande marco na história da educação municipal, pois no encontro foram apresentadas propostas e ideias, com objetivo de melhorar o plano de carreira, a remuneração e também a valorização da classe. “Creio que a expectativas dos professores  sobre o plano serão atendidas, eu tenho plena certeza que a partir de um plano moderno, bem pensado, que todos podem participar, que eles vão ser muito felizes na sua carreira, não pensando no agora, mas pensando a longo prazo, inclusive na sua aposentadoria. Carreira é isso, a valorização é salário em dia, décimo terceiro, um terço de férias e a valorização em si, que está no texto do nosso plano de carreira”, ressalta. Segundo o palestrante, professor Carlos Eduardo Sanches, a Prefeitura Municipal está fazendo um trabalho de reestruturação e revisão do Plano de Carreira. “Fui convidado pela prefeita e pela secretaria de educação, para fazer uma analise de como está o plano hoje e como está o trabalho de uma comissão que está reunida para fazer esse processo de revisão do plano e conversar um pouco aqui com os professores sobre valorização, remuneração e todas estas questões”, explica.

Na opinião do professor Carlos Eduardo, foi uma noite muito agradável e positiva, onde pode notar uma administração séria e um grupo de professores comprometidos. “A comissão vai ter um trabalho muito árduo agora pela frente, vai se debruçar sobre os números, fazer cálculos, definir uma nova estrutura e poderá garantir uma perspectiva de carreira melhor para os professores. Nós temos que entender que o magistério não é uma missão, não é uma vocação, magistério é profissão e nós temos na sociedade que reconhecer o esforço dos professores e sobretudo garantir perspectivas de valorização, porque  o magistério é a mãe de todas as outras profissões”, destaca.

Para representante do Sindicato dos Professores Simone Cunha, o auxilio de um técnico especialista na área, vai ajudar desenvolver um plano de carreira que não causará impacto no orçamento e com isso resolver as coisas pensando no futuro. “O sindicato nos respalda nestas questões criteriosas, porque nossa lei tem muitas emendas, então a gente vai ver todos estes pormenores, temos uma assessoria muito boa, temos a parte técnica do sindicato que nos respalda e isso vai ser uma parceria para fazer com que o futuro da nossa categoria seja respaldado por lei e que a gente fique feliz, então saio deste encontro satisfeita e consciente de que precisamos nos unir, para analisar cada caso e saber que amanhã não vamos estar passando por momentos difíceis”, finaliza.