POLÍTICA

Bolsonaro sobe 7 pontos em MG, Marina cai e Haddad é 2º

18 set, 2018

O candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) lidera as intenções de voto em Minas Gerais e ampliou sua vantagem sobre o segundo colocado. A mais recente pesquisa DataTempo/CP2mostra que as intenções de voto no capitão reformado passaram de 20,1%, no levantamento realizado em agosto, para 27,2% agora. No Estado que é considerado chave para eleger um presidente, ele passou a ter 17 pontos percentuais de vantagem sobre o segundo colocado. Antes, eram 6 pontos.

Houve uma alteração do segundo colocado com relação à pesquisa anterior. Agora, Fernando Haddad (PT) assumiu o posto que era de Marina Silva (Rede) e tem 10,4% das intenções de voto; antes ele tinha 3,8%. Em seguida, aparece Ciro Gomes (PDT), que passou de 6,8% para 9,6%. Marina, que no levantamento de agosto tinha 14,1%, despencou para 7,2% na preferência dos mineiros. O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, também oscilou negativamente, passando de 7,1% para 6,3%. Como a margem de erro da pesquisa é de 2,3 pontos percentuais para mais ou para menos, Haddad, Ciro, Marina e Alckmin estão tecnicamente empatados.

Depois desse bolo de candidatos que disputam o segundo lugar está João Amoêdo (Novo), que tem 2,8%. Em agosto, ele tinha 1,1%. Amoêdo é seguido de perto por Henrique Meirelles (MDB), que cresceu de 0,9% para 2,1%. Já Alvaro Dias (Podemos) passou de 2% para 1,4%. Todos estão tecnicamente empatados.

Não alcançaram nem 1% dos votos os candidatos Vera Lúcia (PSTU), Guilherme Boulos (PSOL), José Maria Eymael (DC) e João Goulart Filho (PPL).

Os votos brancos e nulos representam 13,4% das intenções de voto, enquanto 11,4% não souberam ou não responderam.

Segundo turno. Além de se isolar na liderança, Jair Bolsonaro melhorou seus índices nas simulações de segundo turno. Porém, a disputa continua indefinida. Ele vence em todos os cenários testados, com exceção de quando enfrenta Ciro Gomes, que leva pequena vantagem contra o capitão reformado. Porém, em todas as disputas que envolvem o nome do candidato do PSL há empate técnico.

Contra Ciro Gomes, Bolsonaro tem 36,2% das intenções de voto, e o pedetista alcança 36,5%. Já contra Marina Silva a disputa também é apertada, mas com vantagem para o militar: 36,7% contra 35,8%. Bolsonaro alcança maior vantagem quando os adversários são os candidatos tucano e petista. Contra Haddad, o deputado federal tem 37,6% da preferência do eleitoral, enquanto o ex-prefeito de São Paulo chega a 34,8%. Quando o adversário é o ex-governador de São Paulo, Bolsonaro abre 3,8 pontos percentuais de vantagem. Ele lidera com 35,3% contra 31,5%.

Haddad perde em todos os cenários de segundo turno. Em situação contrária, Ciro venceria todos os seus adversários.

Registro

Dados. A Pesquisa DataTempo/CP2 ouviu 1.800 pessoas entre 10 e 13 de setembro. A margem de erro do levantamento é de 2,3 pontos percentuais para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%. O estudo foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) sob o número: MG-02321/2018.